AS DIFICULDADES IMPOSTAS NO PROCESSO DE ESCOLHA PROFISSIONAL DE JOVENS DA ESCOLA PÚBLICA: TECENDO RETALHOS SOBRE DESIGUALDADES, NOVAS POSSIBILIDADES E SONHOS

Vanessa Santos Medeiros, Marcel Pessey Neto, Carolyne Costa Nascimento, Silvana do Rosário Menino da Costa

Resumo


Na sociedade atual a escolha de uma profissão, especialmente durante e após o término do Ensino Médio, tem ocupado um lugar central na vida das pessoas. Desde pequenos, ou até antes das crianças nascerem, os pais traçam planos profissionais, e a sociedade, de forma geral cobra um posicionamento. Contudo, não somos preparados para efetuar esta escolha tão importante e imprescindível em nossas vidas; daí o processo ser conflituoso e sofrível. Visando compreender como se arquiteta o processo de escolha de uma profissão e tencionar as problemáticas que estão por trás desta decisão difícil esta pesquisa foi realizada.  Lastreada na abordaageem sócio-histórica, foi realizada uma pesquisa aplicada e bibliográfica, devidamente aprovada pelo comitê de ética, numa escola estadual do Recife-PE. Participaram dessa pesquisa cerca de 24 adolescentes, com idade variando entre 15 e 17 anos. Os dados foram coletados por meio de técnicas grupais e a tabulação dos mesmos foi feita por meio da Análise de Conteúdo de Bardin. Foram realizados oito encontros com duração média de 40 minutos cada. Os resultados apontaram para a construção de três classes temáticas e oito categorias. A primeira expressou a escolha profissional sendo dificultada pelo desconhecimento sobre as profissões, salários e suas práticas, pela ausência do trabalho de orientação profissional e pela falta de incentivo A escola também foi percebida, muitas vezes, como um agente opositor no processo de escolha, sendo percebida como um espaço “do não cuidado” em que há dificuldade na relação aluno x professor x escola. Por fim, também foram vistos como dificultadores da escolha o tempo que se dispõe para decidir e o formato do sistema de ingresso na faculdade – o ENEM. De modo geral, a pesquisa oportunizou debates e reflexões sobre os agentes que perpassam o processo de escolha e desvelaram facetas de uma realidade desigual e marginal.  Possibilitou refletir por meio da revelação das desigualdades sociais existentes que o empreendimento da autonomia, igualdade e ingresso ao mercado de trabalho na sua totalidade é algo dificultoso, para estudantes de escola pública, mas algo possível se houver compromisso e empenho do poder público, familiares, escola e tantos agentes que compõe este processo.

 

Palavras-chave: Adolescência; Dificuldades na escolha profissional; Escola pública.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia