A ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO NA CLASSIFICAÇÃO DE RISCO DE PACIENTES EM UNIDADE DE EMERGÊNCIA: UM ENFOQUE NO PROTOCOLO DE MANCHESTER

Sidlayne dos Santos, Dinancy Cláudio Gomes, Marcio Augusto Apratto Cavalcante dos Santos, Daniele Gonçalves Bezerra, Rosane Pereira dos Reis

Resumo


O aumento da procura pelo público nos serviços de saúde tem ocasionado uma superlotação dos mesmos, o que corrobora déficits na estruturação da rede assistencial de saúde. Assim o protocolo de classificação de risco é um utensílio com a finalidade de conduzir o acolhimento primário e identificar a prioridade do paciente, no entanto não é sensível aos aspectos pessoais, afetivos, sociais, culturais do usuário. Objetivo: Analisar e descrever por meio da literatura atuação do enfermeiro na classificação de risco de pacientes em unidade de emergência, utilizando do protocolo de Manchester. Metodologia: Revisão integrativa, realizada por acesso online nas bases de dados Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SCIELO) e Bases de dados de enfermagem (BDENF), acessada através da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). Resultados e Discussão: Os resultados mostraram o enfermeiro com atuação na triagem pela Classificação de Risco pelo Protocolo de Manchester necessita inicialmente priorizar a escuta distinta das queixas dos pacientes. Conclusão: A atuação do enfermeiro é de suma importância para assistência diferenciada além de colaborar para o descongestionamento nas unidades de emergências, pois o enfermeiro possui informações e habilidades características para definição da preferência de acolhimento.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia